terça-feira, 24 de janeiro de 2012

SOBRE O CURSO DE DOMA...


Volto do Curso de Doma Baqueana, no Uruguai, com uma bagagem muito maior do que levei. Bagagem boa, que não se paga por excesso... CONHECIMENTO! EXPERIÊNCIA! 

Passei uma semana dormindo em um rancho construído de barro, com telhado de palha, na companhia do Martin Ochoteco e de três cavalos árabes, machos, inteiros, de cerca de 5 anos.

O calor durante o final da manha e início da tarde era insuportável, além disso Martin defende que os animais ficam mais tranquilos a noite, e neste horário existem menos distrações para o domador e para o cavalo. Por isso, nossas aulas ocorriam desde o final da tarde até o amanhecer.

A Doma Baqueana, de Martin Ochoteco é como uma derivação da Doma Índia, com outros recursos implementados ao longo dos 20 anos trabalhando como domador. Baseia-se, esta doma, em princípios como PACIÊNCIA, RESPEITO, SENSIBILIDADE E RECOMPENSA.

Existem algumas diferenças técnicas muito importantes dessa doma para as outras que eu tinha contato até então, porém a linguagem corporal é praticamente a mesma.

Além do aprendizado técnico sobre a doma, a experiência de vida foi realmente maravilhosa. Fiz grande amizade com Martin, e o tempo que passamos juntos nos permitiu muitas conversas a respeito do tema. Descobrimos pontos de vista e modos de pensar muito parecidos. 

Em resumo, volto com mais conhecimento, mais experiência, com mais recursos para manejar cavalos e com uma grande amizade com um dos melhores domadores da América! 

Que venham novos cavalos!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário